quarta-feira, 23 de março de 2011

Música - Cristo já ressuscitou! - Corinhos Remix


Cristo já ressuscitou aleluia;Sobre a morte triunfou...Aleluia...
Tudo consumado está... Aleluia...
Salvação aos homens dá... Aleluia...
Uma vez na cruz sofreu...Aleluia...
Só por nós Jesus morreu...Aleluia...
Mas agora vivo está...Aleluia...
Para sempre reinará...Aleluia...

Teatro - Maquiagem na Pantomima - com vídeo explicativo



A maquiagem na pantomima é tão importante quanto o figurino, é com ela que se diferenciam as personagens. A maquiagem é capaz de transmitir muita informação se feita com cuidados.
A maquiagem perfeita, que é utilizada para retratar machucados, cicatrizes, etnia, e outros pode ser deixada apenas para o teatro dramático, para a pantomima a maquiagem deve ser clara e direta, sem ter compromisso com a perfeição, pois a pantomima é uma arte completamente abstrata, e assim segue a maquiagem com ela.

Já estou em contato com pessoas que(entendem de maquiagem) e hão de colaborar...  

 

Os grupos de pantomima cristãos costumam padronizar o tipo de maquiagem.


 A respeito das tintas, sugere-se três opções.
A primeira seria pasta d’água, porém esta pode manifestar alergia em alguns atores, por isto sugere-se a pasta d’água de farmácia de manipulação que é completamente antialérgica;
A segunda opção é panqueique e a terceira tinta facial infantil, disponível em todas as cores e todas antialérgicas. Todas estas tintas são removíveis com água e facilmente diluídas.
Durante a maquiagem deve-se ter cuidado com os olhos. Maquiar perto demais dos olhos pode correr o risco de um contato e haver sérias complicações, além de estragar o espetáculo. Portanto, cuidado com os olhos e deve-se pedir para alguém mais experiente passar lápis de olho nos atores, assim a maquiagem não precisa chegar no olho e não fica um buraco sem maquiagem abaixo do olho.

Fonte: Site Teatro Cristão

Mais matérias: Conhecendo-o-rosto-maquiagemDicas-de-maquiagem-para-teatro

Teatro - Afinal, o que é PANTOMIMA ?


      





Podemos dizer pantomima é uma espécie de teatro gestual, diferenciando-se da expressão corporal e da dança. " é a

arte objetiva da mímica, de narrar histórias através do movimento corporal " , afirma Ricardo Bandeira.

A pantomima é usada como acessório dos comediantes, cômicos, clowns, atores, bailarinos, enfim, os intérpretes.

Temos 5 Peças em estilo "Pantomimas" em nosso site, confira clicando em "Peças" na barra de menus ao lado.

Na pantomima os artistas devem buscar a forma perfeita, a estética da linha do corpo, pois através do gesto se dirá tudo o que a pantomima está na habilidade adquirida pelo artista mímico em se transfigurar no ato da interpretação, passando à platéia emoções, sentimentos , sensações...

È uma das artes que exige 100% do artista para que ele receba 100% de retorno, ou seja de atenção do público.

Devemos procurar fazer o melhor para Deus, buscando sempre a perfeição.Jesus chamou e capacitou seus discípulos para um ministério: Mt 48:19 , Jesus chamava a atenção das pessoas . A mímica tem sido utilizada como meio de evangelismo e até sendo mais usada que o teatro.

A mímica exige do artista estar com sua mente ligada, atenta, concentrada a fim de transformar aquele objetivo invisível através do processo de imaginação


HISTÓRIA DA PANTOMIMA

A pantomima atual é resultado de mais de 5.000 anos de especialização. Suas origens são religiosas como também as do próprio teatro dramático. Nas diversas civilizações antigas e primitivas onde os sacerdotes usavam expressões corporais para transmitir sensações do divino, narrando epopéias, revelando assim características pantomímicas. Esta semente pantomímica e´encontrada nos rituais egípcios, hindus, sumérios e gregos.


O QUE UTILIZAR QUANDO TIVER FAZENDO MÍMICA

1. VESTUÀRIO: roupa leve que facilite os movimentos, que chame a atenção do público:

2. CORPO: postura adequada para iniciar os movimentos e expressões, ter um bom condicionamento físico a fim de terminar a mímica como começou;

3. FTGURINO:é importante caracterizar o personagem conforme roupa e cor. Atentando somente para o comprimento e decotes nas roupas, o figurino ainda irá dizer o que é o personagem antes mesmo que esse faça algum movimento;

4. ADEREÇOS: eles são importantes para o aperfeiçoamento da representação em cena, mas não são obrigados, uma vez que o mímico pode representar tais objetivos e ainda mesmo que esse faça algum movimento;

5. SONOPLASTIA: um bom cd é indispensável durante a apresentação, tanto para o mímico que irá aproveitar todos os recursos que a música oferece como para o público que entenderá tudo o que diz a música. As músicas mais indicadas para pantomima são aquelas que tenham uma letra edificadora e muitos recursos para as expressões mímicas.
IMPORTANTE: 

O ator mímico precisa conhecer e estudar o corpo, treinar constantemente expressões de alegria, choro, dor, desespero , felicidade...O ator tem que expor seu lado ridículo a fim de liberar tais emoções e sentimentos , deve-se usar a sensibilidade e conhecer a importância daquele personagem.

Páscoa - Adolescentes - Pantomima - AGNUS DEI


Este vídeo foi o mais visível que achei. Os outros são bons mas este está mais didático.
Pra quem ,como eu, não concorda com alguns avanços que o culto moderno está apresentando,
digo que o teatro mudo vem se mostrando como um recurso muito plausível. Sem nenhum apelo sexual, o teatro é um recurso acessível pra todas as igrejas, basta haver iniciativa e força de vontade. Os resultados são ótimos.
O Passo-a-passo(PAP) vc encontrará em: Blog do Teatro MCG's
e, também, em: Teatrocristao.net
Boa programação!
Ana

Música - Não foi o coelhinho que morreu na cruz - Mig e Meg / Mara Lima



 Não foi o coelhinho que morreu na cruz.
Quem foi cruscificado foi o meu Jesus.
Na sexta Ele morreu, mas morto não ficou.
Domingo de manha Ele ressucitou.

A páscoa comemora a ressureição.
Mas muita gente nem se lembra disso não.
Existe muita gente que não dá valor.
Ao grande sacrificio do meu Salvador.

Música - Páscoa - Cristina Mel


Composição: Alberto de Mattos (Turma do Printy)
 
Páscoa! Páscoa! Páscoa!
Páscoa! Páscoa!
P, A, S, C, O, A 4X
P de Passagem
A de Amor
S de Senhor e Salvador
C de Cristo, o caminho para o céu
O de Orientador
A de Alegria, Amizade e Amor.
Quando Jesus Cristo a sua vida entregou
A minha Páscoa bem mais doce se tornou
Morreu na cruz, foi assim que me salvou
Mas no terceiro dia Ressuscitou!

terça-feira, 22 de março de 2011

Páscoa - lição EBD ou base pra culto.


1.     Objetivos:
*       Ensinar que Deus explicou exatamente como os israelitas podiam escapar da última praga e ser livrado da escravidão.
*       Ajudar cada aluno a sentir que Deus nos ama com tanto amor que quer que nós sejamos salvos da punição do pecado e tornemo-nos seus filhos.

2.      Lição Bíblica: Êxodo 10.21 a 12.20 (Base bíblica para a história o professor)
Versículo para decorar:
João 1.12  “Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus”.

3.     Período de Adoração:
1)    Cânticos: 1.
    2.
    3.
    4.
    5.
    6.
2)     Oração

4.     Atividades:
1)     Pode-se usar o flanelógrafo para contar a história
2)     Memorizar o versículo
3)     Jogo com perguntas
4)     Atividades das páginas 3 e 4.

Ponto de contato:
Quando Moisés foi a Faraó e pediu que ele libertasse os escravos, Faraó disse:
-       Quem é Deus que eu devo obedecê-Lo?
Depois Faraó começou a entender a resposta desta pergunta.  Deus não deu a resposta em palavras, mas em atos.  Mandou as pragas.  Cada uma mostrou o poder de Deus.  Você sabe nomear as pragas?  Mas, mesmo Deus tendo enviado as pragas Faraó não obedeceu, portanto, foi necessário que mais uma praga se abatesse sobre o Egito.

História Bíblica:
         Então, Moisés estendeu a mão em direção ao céu e, imediatamente, as trevas desceram por três dias de modo que ninguém podia sequer sair de casa.  Embora na terra dos israelitas, a luz do sol continuasse a brilhar.  Logo, Moisés foi chamado pelo Faraó, o qual ordenou:
-       Bem, vão logo adorar ao seu Deus, e levam as famílias, mas os rebanhos e o gado têm que ficar aqui.
Moisés respondeu-lhe, com decisão:
-       De jeito nenhum!  Precisamos levar nossos rebanhos para adorá-Lo!
O Faraó gritou, histericamente, já esquecido do poder do Senhor:
-       Saiam daqui!   Se voltarem, vocês dois morrerão!
Então, Moisés acrescentou:
-       Assim será, ó Faraó!  Nunca mais veremos o seu resto!
Depois de nove pragas duras, Deus disse a Moisés e a Arão:
-       Os israelitas devem se preparar para partir, seguindo estas instruções: Cada chefe de família matará um cordeiro usando seu sangue para fazer uma marca na porta da sua casa.   Também, preparará uma ceia especial, para comer imediatamente antes da fuga.
Moisés transmitiu ao povo todas estas instruções, acrescentando:
-       Hoje à meia noite, Deus mandará um anjo, que passará por todo o Egito, trazendo a morte ao filho mais velho de todas as casas que não tiverem sangue nos marcos e na verga da porta.  E, para não morrer, nenhum israelita pode sair de casa até o amanhecer.  Todos devem estar preparados para viajar, aguardando o sinal de partida. 

 Lição Pratica: 
 
Este jantar à meia noite foi chamado de “Ceia da Páscoa”, pois esta palavra significa “passar por cima de”.  Você pode ver como essa palavra se liga com o sangue nas portas e o anjo de Deus?  Deus ordenou aos israelitas que sempre se lembrassem da Páscoa, todos os anos, e que contassem aos filhos e netos o que havia acontecido naquela noite.

Deus proveu uma maneira em que os israelitas podiam escapar da punição da última praga.  Mas, eles tinham que fazer exatamente o que Deus mandou.  Acreditar e obedecer eram a única maneira em que o povo podia escapar da punição de Deus.  Isso foi o plano de Deus para eles.  Deus tem um plano para você também.  Ele mandou seu filho, Jesus, ao mundo.  Jesus morreu para nos dar perdão e nos fazer filhos de Deus.  O plano que Deus nos deu é chamado o plano de salvação.  Deus quer que nós: 
1) ouçamos Sua Palavra, 
2) acreditemos na Sua Palavra, 
3) arrependamo-nos de nossos pecados, 
4) confessemos que Jesus é o filho de Deus, e 
5) sejamos batizados.  
 Depois, somos membros da família de Deus e Ele exige que permaneçamos membros fiéis da sua família.

Perguntas:
1.     Por quanto tempo a escuridão ficou no Egito?
2.     Estava escuro na terra de Gósem onde moravam os israelitas?
3.     O que foi a última praga?
4.     O que o povo tinha que fazer para salvar seus filhos?
5.     Como os israelitas tinham que comer sua última refeição antes de partir do Egito?
6.     Como se chamava esta refeição?
7.     Quantas vezes Deus mandou os israelitas repetirem a Páscoa e porque?

Fonte: Multiply da irmã Márcia Calixto

Páscoa - Jogral



Cristo ressuscitou verdadeiramente!

1 – Querida Igreja, estamos aqui nesta noite para celebrar o mais importante acontecimento em toda a história da humanidade!

2 – O acontecimento que mudou a história do mundo e as nossas próprias vidas para sempre!

3 – Quando o mundo se encontrava envolto em densas trevas, Deus enviou-nos a luz através de seu filho Jesus Cristo!

4 – Enquanto esteve aqui como homem, Jesus pregou, ensinou e fez grandiosos milagres e maravilhas.

5 – E passaram-se 3 anos desde que Pedro, Tiago, João e os outros discípulos ouviram o primeiro chamado de Jesus de Nazaré!

6 – Uma experiência que eles nunca esqueceriam: sentar-se a seus pés, vê-lo operar inacreditáveis milagres e acreditar que ele era o Messias prometido por Deus!

1 – Mas agora se aproximava o fim do tempo em que estariam juntos. E numa segunda-feira, Jesus entra no templo no tumultuado templo de Jerusalém!

2 – Vendo os cambistas e a compra e venda de animais, Cristo se ira e os expulsa de lá dizendo:

Todos: A minha Casa será chamada Casa de Oração, mas vós fizestes dela um covil de ladrões!

3 – Na terça-feira, Judas, um dos apóstolos, procura os sacerdotes e concorda em trair Jesus por trinta moedas de prata!

4 – Na quarta-feira, eles passam o dia na aldeia de Betânia e ali, Maria, irmã de Lázaro, unge a Jesus com um ungüento caríssimo e ele diz:

5 – Esta mulher praticou uma boa ação para comigo. Pois, derramando ela este ungüento sobre o meu corpo, fê-lo preparando-me para o meu sepultamento.

6 – Na quinta-feira, os discípulos celebram a Páscoa com Jesus em Jerusalém e ali ele fala claramente sobre a sua morte!

1 – Os discípulos se entristecem, pois não querem ver o seu grande Mestre, o Libertador prometido há tantos anos, morrer nas mãos dos pecadores!

2 – Mas naquela mesma noite Jesus é preso, acusado e condenado!

3 – E na sexta feira... Oh, terrível sexta feira, Jesus é humilhado, ultrajado, açoitado, cuspido, ferido, escarnecido e, por fim, crucificado!

4 – Durante o sábado, o corpo do nosso Salvador repousa sem vida num sepulcro de um homem rico. Quão infeliz sábado!

5 – Os discípulos escondem-se, temendo por suas vidas!

1,2,3 – Suas esperanças foram frustradas!

4,5,6 – Seu mundo foi destruído!

6 – Porém, no domingo, tudo recomeça, pois se ouve a mensagem:

Todos: Cristo Ressuscitou! Cristo Ressuscitou! Cristo Ressuscitou!

1 – Ao raiar aquela manhã, algumas mulheres foram ao sepulcro!

2 – Elas estavam preocupadas pensando: Quem nos removerá a pedra?

3 – Mas eis que, ao chegarem lá, a pedra já estava removida!

4 – E encontraram apenas um anjo assentado sobre a pedra, o qual lhes disse:

5 – Não tenhais medo; pois eu sei que buscai a Jesus, que foi crucificado.

Todos: Ele não está aqui, porque já ressuscitou!

6 – E, saindo elas do sepulcro, com temor e grande alegria, correram a anunciá-lo aos seus discípulos!

1 – E este é o verdadeiro sentido da Páscoa para esta Igreja!

2 – Jesus, o Cordeiro de Deus, naquela sexta feira foi sacrificado por nós!

3 – O preço que não podíamos pagar, Ele pagou por nós!

4 – Mas ao terceiro dia, a morte não o pode mais deter naquela tumba fria e ele ressuscitou!

5 – E ao encontrar com os seus discípulos ele disse: É-me dado todo poder no céu e na terra! 

6 – Este é o Jesus que adoramos!

1 – Não temos medo da morte, pois Ele já a venceu por nós!

2 – Não ficamos desesperados, pois Ele é a nossa esperança!

3 – Não somos mais cativos, pois, através do seu sacrifício, Ele nos libertou!

4 – O nosso Jesus não é um coitadinho que não consegue descer da cruz!

5 – Não, ele não está detido numa redoma de vidro, para que os outros sintam pena dele!

6 – O nosso Jesus não é aquele representado nos quadros ainda sangrando e com o rosto mais infeliz do mundo.

Todos: O nosso Jesus é diferente, pois Ele está vivo!
 
1,2 – Queres ser perdoado nesta noite? Vem a Jesus!

3,4 – Queres alegria, paz e liberdade? Vem a Jesus!

5,6 – Queres ter a vida eterna com Deus? Vem a Jesus!

Todos: Sim, vem a Jesus! Pois Ele é a esperança para tua vida! Ele tem todo poder no céu e na terra! Jesus é o único digno de toda honra, toda glória e toda adoração, pois muito mestres já morreram, mas só Jesus ressuscitou! Sim, Ele ressuscitou verdadeiramente!
Fonte: Multiply da Familia Araujo 

ADENDO:
Sugestão pra apresentação dos juniores, pré-adolescentes e/ou adolescentes num momento reflexivo em meio ao culto de adultos. Achei o texto fácil, com uma linguagem bem inteligível. Seria muito bom que a tia ou conselheira responsável pela apresentação escolhessem 6 pessoas do grupo que tivessem boa dicção, expressão e leitura, para que a apresentação ficasse impecável. O texto poderia ser impresso em cartolina de tamanho A4 onde numa das páginas ficasse o texto inteiro com a parte da fala da criança em negrito ou sublinhada de canetinha marca texto e o verso contivesse uma das letras da palavra P-Á-S-C-O-A, de tal maneira que no final da apresentação as crianças ou adolescentes pudessem levantar as placas falando a seguinte frase: Jesus, minha/nossa verdadeira páscoa!   
Envolvendo o grupo - Juniores=>As outras crianças do grupo, caso seja utilizado o jogral pra juniores, pra não ficarem de fora da programação poderiam entrar juntamente com os demais levando consigo folhas de palmeiras.
Envolvendo o grupo - Adolescentes=> Arrumar alguns adolescentes e caracterizá-los com roupas de época e fazer fotos encenando os momentos relatados no texto. Esses podem ser apresentados no data show, caso a igreja tenha. Se a igreja não tiver uma mídia, poderá encenar na hora ou preparar transparÊncias com as fotos e exibi-las em sequência no momento da fala dos jovens em aparelho retroprojetor.
Grande abç!
Ana

A Páscoa de outrora e a atual

 


INTRODUÇÃO:

É de origem grega, que por sua vez, foi tirado do verdo hebraico PASOH que quer dizer: " Passar além;passar por cima". No hebraico, a palavra descreve a passagem do anjo da morte, quando seriam mortos todos os primogênitos do Egito e poupados os israelitas.



I. A PÁSCOA PARA ISRAEL:


a) INSTITUIÇÃO - Foi instituída no Egito para comemorar o conhecimento culminante da redenção de Israel- Êxodo 12.14

b) ELEMENTOS DA PÁSCOA:

O CORDEIRO: Representava o preço da redenção e liberdade de Israel do Egito.

OS PÃES ÁZIMOS: Revelava a pressa com que aboninariam a terra do Egito.


AS ERVAS AMARGAS: ou alfaces agreste, recordavam a opressão do Egito, a amargura do cativeiro, além de dar melhor sabor a carne adocicada do cordeiro.

O SANGUE: Representava a expiação.

c) RITUAL DE CELEBRAÇÃO DA PÁSCOA:

1. Deveriam tomar para si o cordeiro. Êx 12.3

2. A família deveria participar e comer todo o cordeiro. Caso a família fosse pequena, deveria juntar-se à outra vizinha.Êx. 12.4

3. O cordeiro seria sem mácula: um macho de um ano de idade e primogênito.

4. Deveria ser assado inteiro e comido com pães ázimos e ervas amargas. Êx. 12.8

c) SIMBOLISMO NEOTESTAMENTÁRIO:

O CORDEIRO - Simboloza Cristo, a libertação do pecado. Jo 1.35

João afirmou: - "Eis o cordeiro de Deus..."

a) Era sem defeitos- Êx.12.5; I Pedro1.18,19

b) Foi sacrificado, no entanto seus ossos não foram quebrados. Êx. 12.46, Sl.34.20, Jõão 19:36

c) O sangue foi derramado para expiação dos pecados: Era o penhor da salvação. Êx. 13.13; I Jo. 1.7


OS PÃES ÁZIMOS - Simbolizam a pureza. O pão deveria ser sem fermento.


a) A proibição baseava-se em que o fermento é um agente de decomposição e servia de símboço da corrupção moral, e também de doutrinas falsas. Mat.16.11; Mar. 8.15

b) Na nossa comunhão com Cristo não pode haver impureza.

c) A ausência do fermento simboliza a santidade de vida que requer no serviço de Deus.

ERVAS AMARGAS - Simbolizavam a margura que o Cordeiro iria passar e na amargura das almas humanas por causa do pecado. Hoje todas as vezes que celebramos a Ceia do Senhor, relembramos o grande feito em nossa redenção feita, não mais por um cordeiro, não mais por um cativeiro físico, mas pelo próprio Filho de Deus.


" Podemos dizer que o Egito foi ao calvário na nação hebraica, como o calvário de Jerusalém foi o nosso calvário"


O SANGUE: a garantia do perdão- " sem derramamento de sangue não há remissão de pecados"- Heb.9.22 " O sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado"I Jo. 1.7. O pecado do homem foi coberto pelo sangue propiciatório do Cordeiro de Deus.


II. A PÁSCOA NOS NOSSOS DIAS E SEUS SÍMBOLOS


a) O COELHO - substituíram o CORDEIRO pelo COELHO como símbolo da fecundidade. Apareceu por volta de 1915, na França. A sua cor e sua rapidez contribuíram para o seu lugar na simbolização. Dizem mais que ele representa a morte e a ressurreição de Cristo pelo fato de alguns que habitavam em lugares frios e nevados hibernam e só saem da caverna quando chega a primavera. Sabemos que não podemos aceitar tamanha aberração, pois em toda a Bíblia encontramos o Cordeiro e não o coelho como símbolo de Cristo.


b) O OVO - o ovo significando começo de, origem de tudo. Quando incubado, dele sai vida, porque nele está contida vida. Em Cristo não há vida contida a vida. Ele é a própria vida. João 11.25


c) O PEIXE - é o símbolo do Cristianismo. Dizem que, no passado, os cristãos se reuniam e faziam desenhos de um peixe. Na semana santa comem peixe, por causa do corpo de Cristo, e substituíram a carne por peixxe, mas na Páscoa judaica comiam cordeiro. Estes símbolos modernos são uma mistura de mitologia pagã com simbologia cristã paganizada.

Para os cristãos a Páscoa tem apenas valor histórico e figurativo. O que tem sentido e valor para nós é a Ceia do Senhor, pois Jesus quando comeu a ultima ceia com os apóstolos ants do sofrimento, deu um caráter todo especial ao seu acontecimento - Lucas 22.15 e 20.

A Páscoa bíblica, portanto, consumou-se em Cristo, que a instituiu como um novo memorial. A sua ceia, na qual o crente comemora a morte do Senhor até que Ele venha. Não há no Novo Testamento mais lugar para Páscoa ou outrasfestividades mosaicas, as quais foram abolidas na cruz, juntamente com outras ordenanças, como sombras das coisas futuras, espirituais, pertencentes à Nova Aliança.

Conclusão:

O apóstolo Paulo nos adverte em sua I carta a Timóteo 4.1-3. Não nos envolvamos com tais tradições, mas, nós que provamos do novo nascimento, que tornou-se real com sacrifícios do Filho de Deus, o verdadeiro Cordeiro Pascal, recordemo-nos do Calvário constatemente independente de uma data fixa no calendário anual. Temos nós esse Cristo ressurreto. ALELUIA!!



Biografia:


1. Bíblia Sagrada

2. Estudo do livro de Êxodo - Mesquita, Antônio Neves

3. Pentateuco-Oliveira, F. Raimundo

4. Freitas, B. Isaías - Pequeno Dicionário Encivlopédico- koogan Larousse

5. Pequena Enciclópedia Bíblica

( Circular da ACBV)
Excelente resumo extraído do blog da Tia Áurea

Páscoa - desenhos avulsos






Fonte: http://www.4shared.com/all-images/lrozpvIt/sharing.html

Barquinhos + Música






 
Vede, cautelosamente vai um barquinho a vagar
E o vento que é o seu motor, nunca o deixa afundar
Minha vida é assim também. 
Não vive no mar, mas vive a vagar
Sou como um barquinho cruzador, 
Mas só quem me conduz é o Senhor!

História de Jonas - confecção de uma baleia de bexiga

Achei essa idéia maravilhosa, principalmente para as crianças miúdas. Não tenho o pap, mas não é difícil de fazer. Você irá precisar de  bexigas, um molde de personagem bíblico (se for o do visual da história melhor ainda, pois não confundirá o pequeno), durex, canetinhas hidrocor e de retroprojetor (que não apagam em superfície de borracha), lápis de cera,... e linha. Já pensou em montar um cenário de fundo do mar pra contar a história? Você monta 2 peixes: 1 deles com o Jonas dentro e outro sem o Jonas. Ah, não se esqueça de arrumar um barquinho, vou postar moldes de alguns.
Grande abç!
Ana

Páscoa - ovelhas porta bombom/guloseimas - escolha seu molde predileto

    Procurei um modelo e encontrei vários, ficou difícil de escolher, então decidi postar todos. A maioria dos sites não apresentavam os moldes, então, tive que procurá-los e encontrei estes abaixo. A última ovelhinha pode ser feita em cartolina.
Escolha a sua, ainda dá tempo!



terça-feira, 15 de março de 2011

Dicas para Berçário - Revista Brincando



     A ideia básica da unidade é o amor de Deus pelas pessoas, suprindo-lhes todas as necessidades. Os bebês aprendem sobre o amor de Deus por meio do amor demonstrado pelos que lidam com eles. Gentileza, carinho, atenção, atendimento pronto às suas necessidades, conversação amável sobre Deus, é com isso que o professor pode passar aos bebês a ideia sobre o amor de Deus. Na verdade, isto tem sido repetidamente dito em nossas revistas. É fundamental que os bebês sintam-se amados para que cresçam felizes e emocionalmente saudáveis. Vejamos algumas ideias de atividades simples que requerem poucos materiais, ao tempo em que oferecem oportunidades de ensino aos bebês de 0 a 3 anos.

 Primeiramente, é preciso que cada bebê seja recebido com um sorriso e uma palavra amável. Por exemplo: “Papai e mamãe trouxeram Rutinha à igreja. Jesus ama a Rutinha”. Receber os pertences do bebê e anotar as informações necessárias.

 Preparar um móbile com três figuras apenas: uma borboleta, uma fruta, uma flor e pendurá-lo num canto da sala ou na janela. Levar um bebê de seis meses mais ou menos até o móbile, apontar uma das figuras e falar:
“João Pedro olha a borboleta. Deus fez a borboleta. Deus é bom”. Cantar A borboleta, fazendo gestos.

 Com cópias das mesmas figuras do móbile, preparar um livrinho de pano. Colocar o livrinho diante de um bebê assentado no berço ou no chão e chamar a atenção dele para o livrinho. Tomar o bebê no colo e mostrar uma ou duas páginas do livrinho, falando pausadamente:
“A flor é bonita. Deus fez a flor. Deus é bom. O passarinho canta tiuuii... tiuiii... Deus fez o passarinho. Deus é bom”.
Cantar Deus é tão bom.

 Também, pode colar duas dessas mesmas cópias de figuras em blocos de espuma consistente, forrados de tecido colorido. Mostrar as figuras a bebês que ficam assentados na área destinada aos bebês que sentam-se com firmeza e já engatinham e fazer comentários como os acima sugeridos.
Você vai observar como o material do suplemento pode ser usado em atividades diversas, oferecendo ao professor oportunidade de repetir a mesma ideia. Não há por que preocupar-se com a repetição de figuras e de conversa, porque os pequeninos aprendem pela repetição.

 Levar uma figura de banana ou maçã e levar a fruta bem lavada. Mostrar a figura, depois e fruta e oferecer duas raspadinhas dela ao bebê, sabendo antes dos pais se pode fazer isso.

 Cantar suavemente com os bebês, repetir-lhes que Deus os ama , enquanto lhes troca fraldas ou lhes dá mamadeira etc. Balançar levemente em seus braços um bebê, repetindo-lhe:
“Deus é bom. Deus é bom.
Deus ama o Lucas”.

Fonte: Revista Brincando (edição professor) pag 4, 2T2011, Juerp. 

Berçário - Materiais

Pra quem solicitou dicas de materiais pra berçário, aí vão as sugestões:


A UFMBB tem um material chamado de "Três sementes", confira no site da organização, em:UFMBB    (Clique na régua superior, onde está escrito "três sementes")

Outros materiais: UFMBB - Loja
____________________________________________________________________________________________

 
Série: Os pequeninos crescem espiritualmente,emocionalmente, fisicamente e mentalmente

Pra quem está começando a trabalhar com o berçário e ainda não se preparou teoricamente, aconselho a ler esses livrinhos. São de rápida leitura, oferecem sugestões para o ensino de bebês. Pra quem não quer perder tempo pesquisando, pode adquirir os livros e ter uma idéia global sobre o trabalho no berçário. É indicado para pais, também! Eu os tenho aqui em casa, apesar de não mais trabalhar com essa faixa etária.


_______________________________________________________________________________

DESPONTAR DA EXIST�NCIA

Criança também ensina. Ensina gente pequena e gente grande. Professor aprende, pai e mãe aprendem e aprende quem lê a narrativa de falas e fatos do dia-a-dia de pequeninos que estão despontando para a existência.

_________________________________________________________________________________

Outras editoras que trabalham com berçário:

Editora Crista Evangelica  (conheço o material de culto infantil do maternal, já trabalhei e gostei)
Socep (não conheço o mateerial, mas já ouvi muita gente falando que aprovou)
CPAD (Não conheço. Parece que o novo curriculo não está tão bom como o de antigamente - antes de 2007, SIC)
Central Gospel (Não tem literatura pra essa faixa etária)
JUERP
Neste link vc poderá baixar as 3 primeiras lições da revista e, assim, avaliar melhor a adequação do material.

Em breve postarei tarefas possíveis pra se desenvolver com essa faixa etária.
Grande abç!
Ana

sábado, 5 de março de 2011

Artigo - Adolescentes - Seus 10 problemas

 
As maiores lutas enfrentadas pelos adolescentes e o que você pode fazer para ajudá-los.
Se você trabalha com adolescentes do ensino médio, provavelmente irá confrontar algumas questões muito difíceis: gravidez, uso de drogas, violência, sérios conflitos familiares e todos os tipos de crises. Se você trabalha com essa faixa etária, sabe que com freqüência o pior problema que enfrentam é saber se as meias e os sapatos estão combinando. É sério!

Naturalmente, esta é uma verdade universal – alguns adolescentes já estão enfrentando essas questões. Felizmente, são raros os dados estatísticos que relatam meninas de 11 anos grávidas ou meninos nessa faixa etária usando cocaína.

Esses jovens estão no começo de sua trajetória e é por isso que amo o trabalho que realizo com eles por 15 anos. A maioria ainda não fez escolhas significativas que marcarão profundamente sua vida futura.

Cerca de dois anos atrás, decidi iniciar uma relação com os problemas mais comuns enfrentado por nosso ministério com esse grupo. A primeira descoberta: Uma adolescente irá ligar a qualquer hora, do dia ou da noite, para falar a respeito de suas espinhas. Aprendi também que a maioria deles parece passar por um ciclo de problemas previsíveis. Se o Antonio está tendo problemas no relacionamento com uma menina, provavelmente enfrentará o mesmo problema seis meses depois.

Na minha relação, inicio com as 10 lutas mais comuns por eles enfrentadas. Incluí com cada luta uma sugestão de como tratá-la, extraída de nossos esforços algumas vezes bem-sucedidos.

1. Falta de Amigos Facilmente, este é o problema número 1 enfrentado pelos adolescentes. Alguns deles têm tantos amigos que me pergunto como têm tempo para todas as mensagens que recebem. Mas muitos são solitários, e têm muito tempo para se questionar se alguém fará amizade com eles. Se o chamarão para participar dos jogos.

A maioria dos adolescentes simplesmente deseja ter um amigo. Você e os líderes adultos podem fazer isso. Mas deixe sua dignidade à porta. Você terá de fazer coisas que os jovens gostam, mesmo que isso signifique fazer guerra com pistola de água no parque local. Compareça aos eventos esportivos. Descubra seus hobbies e interesses, então lhes peça informação a respeito. Não tenha vergonha de convidá-los a participarem de seu mundo – se você pratica algum esporte, convide os jovens para jogarem juntos. Se você gosta de andar de bicicleta, organize um grupo para um passeio.
Ajude-os a encontrar outros jovens com os mesmos interesses. Veja que nenhum jovem fique sozinho na igreja. Busque fazer ligações entre eles.

2. Questões Sobre SexoA maioria dos adolescentes não é obcecada por sexo. Antes estão interessados em quem “gosta” de quem. Passam por paixões passageiras e não vão além disso. Mesmo que estejam pensando em pôr em prática seus impulsos, a maioria não o faz.
Nossa função não é desestimular a promiscuidade sexual ou mesmo falar muito a respeito dos desejos ardentes ou das tentações, mas incentivar amizades saudáveis entre os sexos. Os rapazes precisam aprender a não serem egoístas, a serem menos dominadores e a serem mais atenciosos. As meninas precisam aprender a como respeitar os rapazes, mais do que já o fazem (isto inclui a escolha da roupa) e a restringir suas difamações e fofocas destrutivas. Enfatize o que fazer nos relacionamentos, em vez do que não fazer.

3. Problemas com os Pais Para alguns adolescentes o controle dos pais é uma grande preocupação. Alguns deles sentem que cada passo que dão é observado e condenado. Como pai, sei o que é controle excessivo. Estou convencido de que isso é prejudicial. Estou tentando aprender a como incentivar o bom comportamento e a como criar menos normas e regulamentos com meus filhos.
Permita que a liberdade reine em seu ministério. Quero dizer, dê liberdade para que eles sejam o que são – criativos, divertidos, sinceros na expressão de seus verdadeiros desejos a pessoas em quem podem confiar. Os adolescentes sob seus cuidados não necessitam de outro pai/mãe, ainda que pareçam que sim.

4. Pressões na EscolaO maior fator de estresse para os adolescentes é seu desempenho na escola. De acordo com a pesquisa do About.com,com mais de 6 mil adolescentes, “a pressão acadêmica” de longe é a maior fonte de estresse – mais de 4 em 10 adolescentes (43%) relataram isso.
Os relacionamentos com os colegas, ocasionalmente, leva-os a não dormirem à noite preocupados a respeito de que os amigos podem não mais gostar deles. A escola é um contínuo sugador emocional. Notas baixas levam a mais pressões do grupo e de sexo, a maior frustração com os pais e a mais ansiedade quanto a seu desempenho futuro. Isto é uma constante, pelo menos até o final do ano escolar.
Nossa função é compreender esses fatores estressantes e criar um espaço seguro para que sejam adolescentes. Isto se aplica especialmente aos líderes de jovens, que muitas vezes necessitam de maior liberdade para lidar com esse grupo. Uma mudança súbita no desempenho escolar é talvez o melhor sinal de que alguma coisa não está bem em sua vida - normalmente algo que está ocorrendo no lar.

5. Questões Quanto à Aparência Os adolescentes passam por mudanças radicais em sua aparência. Embora internamente estejam mudando tão rapidamente quanto a sua “aparência”, isso os afeta mais porque é o que todos notam primeiro. Em nossos eventos, sempre fico surpreendido ao ver que os adolescentes estão constantemente alisando a camiseta ou tocando seus cabelos. É como uma convenção pessoal de arrumar-se.
Descobri que o melhor a fazer é consistentemente cumprimentá-los por sua aparência. Bem, esse tipo de comportamento não é incentivado no mundo profissional regular, mas os adolescentes necessitam desse estímulo. Seja específico – na verdade, quanto mais específico, melhor. Por exemplo, “Gostei do novo visual de seu cabelo” ou “Que tênis legal!” ou “Na sua idade eu tinha sardas – minha esposa diz que as ama”, ou “Eu o vi tocando violão, você toca muito bem”. Suas palavras têm muito peso para eles. Se você não disser isso, talvez ninguém mais o fará.

6. Ataques VerbaisSeu incentivo consistente e enfocado é vital por outros motivos também. O ar que os adolescentes respiram é saturado de palavras depreciativas, de apelidos e de palavras ferinas. Caso tenham preocupação quanto à aparência, podem encontrar muitos perseguidores que irão convencê-los nesse sentido. Já vi adolescentes zombarem de outro devido aos cabelos enrolados, e por aí vai.
Somos chamados a neutralizar esses ataques verbais com afirmações que falem de sua beleza interior. Pense em si mesmo como um Sherlock Holmes buscando evidência de que os adolescentes aos seus cuidados refletem a glória de Deus. Especificamente, busque e confirme neles os frutos do Espírito, conforme Gálatas 5:22: “amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio”.

7. Há Algo Especial em Mim? Alguns adolescentes ainda não descobriram um talento ou certos esportes ou instrumento musical, ou são desajeitados e sem graça, ou talvez não se saiam tão bem quanto os colegas em determinadas matérias na escola. Todo adolescente possui talentos – alguns simplesmente têm maior facilidade para descobri-los. Nossa função é ir a fundo com os adolescentes para descobrir quais são eles.
Sempre lhes pergunto o que gostariam de ser quando concluírem os estudos, em grande parte porque isso revela o que eles são e o que desejam ser. Uso as respostas como portas de acesso para seu mundo secreto, onde Deus lentamente está revelando suas tendências. Quando um deles diz: “Não faço a menor idéia”, fico um pouco preocupado visto que a maioria dos adolescentes gosta de falar a respeito de seus planos futuros e já têm boa noção do que apreciam ou não. Para esses tipos, sigo perguntando: “O que você dizia que gostaria de ser quando era criança?” ou “Quais são algumas das profissões ou estilos de vida que você respeito e admira?” ou “O que outra pessoa disse a seu respeito e que o fez se sentir bem?”

8. Problemas com a Culpa e a VergonhaMuitos adolescentes não sabem como lidar com as conseqüências de seus pecados e algumas vezes praticam formas prejudiciais de arrependimento com base nas obras. É crucial que aprendam que o único “pagamento” aceitável por seus pecados é o sacrifício de Jesus na cruz, e que é exatamente o local aonde devem levar sua culpa ou vergonha. Ajude os adolescentes a compreenderem a diferença entre esquecer e perdoar, e mostre-lhes como confiar em Cristo para obterem o livramento.

9. Falta de Energia Alguns adolescentes simplesmente ficam cansados com freqüência. É claro, provavelmente você também tem um grande contingente de chimpanzés. Se ficar atento, verá que há mais de um indolente. Conheço alguns adolescentes que ainda têm de tirar uma soneca à tarde – de verdade!
Assim sendo, reconheça a necessidade que têm de descansar. Estruture seus eventos e as reuniões semanais regulares com vistas a incluir intervalos, momentos de tranqüilidade ou mesmo de silêncio. Os adolescentes necessitam de mais tempo para fazer a digestão (tanto o alimento que ingerem quanto a sua mensagem) e de mais repouso do que os mais velhos.

10. Problemas? Que Problemas? Alguns adolescentes têm de lutar com um “desafio” estranho – não têm problemas tão gravem que mereçam a sua atenção. Muitos deles têm problemas que vêm e vão num piscar de olhos. Ignore 99% desses problemas – poupe seu tempo e energia para o que realmente é sério. Isso significa não ser tão pronto para tentar ajudá-los. Dê-lhes a oportunidade de vencerem suas pequenas questões sem qualquer intervenção adulta.

John Brandon é líder de adolescentes no Minnesota.
[Extraído de GROUP, 10 de setembro de 2004, pp. 13-14, 16.]
__________________________________________________________________________________
Fonte: IASD Jovem (http://www.iasdjovem.com.br/familia/46-jovem/671-adolescentes-seus-10-problemas.html)

Artigo - Educação Religiosa no lar

SINTONIZE!
“ Um determinado estudo revelou que quando a mãe e o pai frequentam regularmente as reuniões da igreja, 72 por cento dos seus filhos permanecem firmes diante de Deus. Se só o pai frequenta regularmente as reuniões, 55 por cento dos filhos permanecem fiéis. Se apenas a mãe frequenta as reuniões, somente 15 por cento dos filhos permanecem na igreja. Se nem a mãe e nem o pai frequentam regularmente os serviços da igreja, só 6 por cento permanecem. As estatísticas falam por si mesmas. O exemplo dos pais é mais importante do que todos os esforços da Escola Bíblica.” (Warren Mueller)

PESQUISA SOBRE O CULTO DOMÉSTICO
As respostas desta pesquisa vieram de irmãos das mais variadas denominações e residentes em dezenas de cidades em todo o Brasil e mostra que, embora o tempo da família unida em torno da Palavra de Deus e da comunhão com o Senhor seja considerado algo de grande importância, infelizmente não está sendo praticado. Os lares cristãos precisam, mais do que em qualquer outra época, se tornarem lares fortes, onde o lema “ Eu e a minha casa serviremos ao Senhor ” seja experimentado cada dia.

Em muitos lares, o altar do Senhor está derrubado. Lamentavelmente, uma imagem que fala (a televisão e o computador) tomou o lugar do altar do Senhor, que está em ruínas. Elias, em seu momento histórico, foi um verdadeiro gigante, restaurando o altar do Senhor e derrubando o altar de Baal.  Fica aqui registrado o desafio de, no poder do Espírito Santo, em cada um dos nossos lares, trabalhar para a restauração do tempo da família unida na presença do Senhor e de Sua Palavra.

Veja o resultado:

Realização do Culto Doméstico:
29% - Esporadicamente
26% - Normalmente
24% - Raramente
21% - Nunca

A maior dificuldade para ter o Culto Doméstico:
48% - Encontrar horário favorável
42% - Conseguir reunir toda a família
06% -  Saber qual a forma ideal
04% - Saber que material usar

A iniciativa para fazer o Culto Doméstico:
34% - Sempre é da mãe e às vezes do pai
28% - Ninguém toma iniciativa
27% - Sempre é do pai e às vezes da mãe
11% - Sempre é de algum filho e às vezes dos pais

A necessidade de realizar o Culto Doméstico:
50% - Desafiado por uma pregação
25% - É uma herança recebida dos pais
14% - Descoberta pessoal através da Bíblia
11% - Desafiado por leitura sobre o tema

O maior impedimento:
60% - Horário diferente entre os membros da família
28% - A programação da TV
08% - A chegada inesperada de alguém
04% - Telefone

Gostaria de utilizar material pronto para a realização do Culto Doméstico:
61% - Certamente
26% - Possivelmente
09% - Não usaria
04% - Raramente

Deve ser realizado?
82% - É muito importante
15% - É importante
02% - É desnecessário
01% - É de necessidade média

Na sua percepção quantos lares de sua igreja realizam o Culto Doméstico:
58% - Bem poucos
23% - Menos da metade
11% - Mais da metade
08% - A grande maioria


Fonte: Revista Radar Criança - APEC - nº34 - março 2011

terça-feira, 1 de março de 2011

Artigo - Escola dominical ateísta

Escola dominical ateísta

Nas manhãs de domingo, a maioria dos pais que não acreditam no Deus dos cristãos, ou em qualquer deus, provavelmente estarão tomando café da manhã ou numa divertida partida de futebol com as crianças, ou iem alguma tarefa doméstica ou, com sorte, dormindo. Sem religião, não há nenhuma necessidade por igreja, certo?

Talvez. Mas alguns não crentes estão começando a achar que necessitam de algo para os filhos deles. Quando você tem crianças, diz Julie Willey, uma engenheira de design, que você começa a notar que seus colegas de trabalho ou amigos têm uma igreja se reúne para ajudar a ensinar os valores às crianças. Assim todas as semanas, Willey que é budista e e que nunca acreditou em Deus, e o marido dela prendem as quatro crianças deles na minivan azul deles e vão ao Centro da Comunidade Humanista em Palo Alto, Califórnia, para escola dominical ateísta. 
 
De acordo com o Instituto para Estudos Humanistas, 14% dos americanos professam não terem nenhuma religião, e entre a faixa etária de 18 a 25 anos, a proporção sobe para 20%. A vida desta pessoas jovens seria muito mais fácil, do que a dos atéus adultos, dizem, se eles aprendessem desde cedo como responder à maioria dos cristãos nos E.U.A. É importante as crianças não parecerem estranhas, diz Peter Bishop que conduz a classe teen no Centro Humanista em Palo Alto. Outros dizem que a instrução semanal apóia a posição que é natural não acreditar em Deus e lhes dá um lugar para reforçar a moralidade e valores que eles querem que as crianças deles tenham.



O programa pioneiro em Palo Alto começou há três anos atrás, e comunidades em Phoenix, Albuquerque, N.M., e Portland, Orengo, planejam começar trabalhos semelhantes na próxima primavera. O movimento crescente de instituições para crianças de famílias de ateus também inclui Acampamentos de verão em cinco estados mais Ontario, e a Academia Carl Sagan, na Flórida, a primeira escola pública Humanista do país que abriu com 55 crianças no outono de 2005. Bri Kneisley que enviou o filho Damian de 10 anos, acampar em Ohio neste último verão, dá as boas-vindas ao senso de comunidade que estas novas escolhas lhe oferecem: Ele é uma criança de pais de ateu, e ele não é o único no mundo.



Kneisley, 26 anos, uma estudante da Universidade de Missouri, diz que percebeu que Damian precisava aprender sobre secularidade depois que um vizinho lhe mostrou a Bíblia. Damian era bastante convicto quando esse sujeito lhe contou esta surpreendente verdade que eu nunca tinha compartilhado com ele, diz Kneisley. Na maioria dos acampamento tradicionais, o filho dela amava canoagem, além disso, o acampamento ateísta ensinou para Damian pensamento crítico, religiões mundiais e de livres-pensadores (um termo que engloba ateus, agnósticos e outros racionalistas) como o abolicionista negro Frederick Douglass.

O Programa Palo Alto Family usa música, arte e discussão para encorajar expressão pessoal, curiosidade intelectual e colaboração. Em um domingo de outono apode-se encontrar até uma dúzia de crianças de até 6 anos de idade e vários pais que tocam instrumentos de percussão e cantam hinos como Ten Little Indians, em vez de canções como Jesus me ama. Em vez de ouvirem uma história da Bíblia, a classe ê Stone Soup, uma parábola secular.

No corredor na cozinha, as crianças mais velhas se concentram em uma conversação Socrática com o líder Bishop. Ele tentou conseguir que eles vejam como as pessoas são coagidas a renunciar as convicções delas e que poderiam não mudar as mentes delas de fato mas poderiam estar reagindo, uma lição importante para jovens ateus jovens que podem sentir pressão para confessarem acreditam em Deus.



Pais de ateu apreciam este ambiente. Isso é por que Kitty, uma atéia que não quis revelar o último nome para proteger a privacidade das crianças dela, traz à classe de Bishop toda semana. Depois que Jonathan, 13, e Hana, 11, nasceram, Kitty diz que ela se sentia socialmente isolada e até mesmo pensou em experimentar levá-los à igreja. Mas eles estão tendo discussões racionais, então mais confortáveis noCcentro Humanista. Eu sou uma pessoa que não acredita em mitos, Hana diz. Eu aprecio bastante à evidência.

Fonte:

http://www.time.com/time/magazine/article/0,9171,1686828,00.html

Notas:

Pais ateus estão preocupados em levar os filhos à Escola Dominical Ateísta para saberem rejeitar o cristianismo. Os pais cristãos estão preocupados em levarem seus filhos à Escola Bíblica Dominical? Pais cristãos tem essa mesma convicção da importância da Escola Dominical que os pais ateus?

Humanismo

Um sistema filosófico de pensamento que focaliza o pensamento, e ações no valor humano. Humanos são considerados basicamente bons e criaturas de razão que podem ser melhores por habilidades humanas naturais de razão e ação. Humanismo secular é um recente desenvolvimento que enfatiza objetividade, razão humana, e padrões humanos que governam arte, economias, éticas, e convicção. Como tal, nenhuma deidade é reconhecida.




Copyright © 2008 www.escoladominical.net. Todos os direitos reservados.

Joomla! é um Software Livre com licença GNU/GPL v2.0.

Artigo - Bruxaria e Feitiçarias Melhoram o Desempenho na Escola




Por Gilberto Stevão


"LONDRES - Uma escola britânica está conseguindo reduzir a repetência e obter bons resultados com um programa educativo baseado em Harry Potter, o popular aprendiz de bruxo, criado pela autora J.K. Rowling, informou nesta quarta-feira, 14, o jornal The Times.
O sistema inovador, implantado na escola de ensino fundamental Robert Mellors, em Nottingham (centro da Inglaterra), fez com que o colégio - que há três anos estava entre os 25% das piores escolas britânicas - figure agora entre as melhores instituições educacionais do Reino Unido.
Permitir que os alunos se vistam como seu personagem favorito da história do famoso mago, decorar conjurações na lição de matemática ou usar varinhas mágicas fizeram com que as crianças que entram na escola com conceito abaixo da média, apresentem resultados bem melhores, segundo os professores entrevistados pelo Times."
Apesar da Bíblia ensinar claramente que o homem é como Deus, tendo ele corpo, alma e espírito, quase sempre insistimos que todo dinheiro arrecadado pela igreja se deve aplicar na construção de templos e na salvação daquilo que já é de Deus: o espírito do homem. Pouco se pensa em cuidar da alma e do corpo do homem. São poucos os que se importam com os pecados da alma e a destruição do corpo, embora
este seja templo do Espítrito Santo.
Satanás crê e sabe que Deus ensinou ao homem a coisa mais importante acerca das crianças: "ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando envelhecer, não se desviará dele". (Provérbios 22:6) Mas a Igreja e os pais não fazem nada ou fazem muito pouco sobre isto. As igrejas não criam escolas gratuitas para ensinar os filhos de seus fiéis e os pais, por sua vez, enviam seus filhos para as escolas estatais para que o Estado eduque suas crianças. De fato parece que nem um nem outro estão preocupados com a verdade que Deus disse. Mas o diabo, muito mais esperto do que imaginamos, investe na educação e na cultura. Ele sabe que a Palavra de Deus é verdadeira, que investir na criança é a garantia de um futuro certo.
Você já reparou como o diabo investe na educação e na cultura? Os ensinos dos demônios estão dentro das escolas estatais, não pelas pessoas ou mestres que participam do sistema de escolarização, mas pelo sistema de ensino. O problema está no ENSINO. Deus e os ENSINOS DE SUA PALAVRA estão completamente rejeitados. Religião e orações podem ser ministrados nas escolas, porque isto é cultura e não atingem o sistema que é materialista, ateista e satânico.
Veja já percebeu como reagem os governos quando você ensina a Palavra de Deus diante das religiões afro-brasileira, indigenista, animista, idólatra? Eles não permitem, porque ensinam eles: Vocês destroem a cultura. Os animistas dançam para o "deus da chuva", oferecem sacrifícios de suas vidas e até sacrifícios de vidas humanas, crianças e idosos. Isto é cultura, não deve ser mudada em nada, mas preservada. Mas a Bíblia é uma cultura que deve ser rejeitada, porque ela ensina que existe um Deus vivo e verdadeiro. O diabo já os doutrinou pelos ensinos que receberam na escola, desde a mais tenra idade até a universidade.
A pregação dos crentes é uma loucura! Eles pregam que o seu Deus é o tal Jesus, um morto que ressuscitou! Adão e Eva é a maior besteira que se pode ensinar a uma criança, ministram eles.
O que fazer, meus irmãos e amigos, diante desses fatos, ou seja, que ensinar bruxaria e feitiçaria nas escolas para as crianças traz avanços "educacionais" ?
Primeiro: É preciso saber que as crianças não precisam de cura interior, nem de libertação, nem de expulsão de demônios: as crianças precisam é serem ensinadas no caminho em que devem andar, disse Deus.
Segundo: A escola em casa não é a melhor soluçäo para os problemas de hoje, embora o exemplo de vida dos pais seja fundamental no ensino das crianças. A maioria dos pais nem está preparada para ajudar suas crianças cultural e espiritualmente, face à complexidade educacional. O que deve ser feito é os pais pressionarem suas igrejas a criarem escolas cristãs gratuitas para seus filhos, sustentadas pelos dízimos e ofertas que entregam regularmente, e os lideres cristãos aceitarem os ensinos da Palavra de Deus de que somos devedores, devedores do "IDE A TODA CRIATURA E ENSINAI". Vamos irmãos, "avante e unidos" construir ao lado de cada igreja já estabelecida, uma ESCOLA PARA NOSSAS CRIANÇAS!
Será que bruxaria e feitiçarias nas escolas não lhes tocam o coração? Será que eu devo gritar: Ó CORAÇÕES EMPEDERNIDOS, SE A PALAVRA DE DEUS E O AMOR AO FUTURO DE VOSSOS FILHOS NÃO VOS ATINGEM, O QUE MAIS DEVE ACONTECER PARA VOS QUEBRANTAR?